OFICINAS PEDAGÓGICAS

Contos com reflexão

No dia 19 de novembro, os alunos da escola Básica nº2 de S. Silvestre tiveram um dia diferente,  na Biblioteca Escolar. Com a presença do psicólogo Alfredo Leite e, através de atividades interessantes,  os alunos foram alertados para a importância  da leitura, que nos ajuda a sonhar mas também nos faz pensar. É através dela que podemos enriquecer o nosso vocabulário e obter conhecimento . Todas as turmas, agrupadas por anos de escolaridade, passaram pela Biblioteca e assistiram a diferentes sessões, onde, através de  alguma  “magia”, refletiram sobre obras  do programa de Português.







Ao longo do "Dia das Bruxas" a biblioteca mostrou aos alunos, através de um power point,  o significado da palavra Halloween e as tradições deste dia.


Um expositor com novas e menos novas publicações, mostrou os livros de assustar que há na nossa Biblioteca Escolar. 



À DESCOBERTA DA BIBLIOTECA


  Durante o mês de outubro, mês internacional das Bibliotecas Escolares, foram várias as turmas que passaram pela biblioteca para uma visita guiada, onde lhes foi explicado quais os serviços disponíveis e de como tirar partido dos recursos documentais existentes. 
 Presente  no quotidiano escolar, a biblioteca escolar é um espaço aberto e disponível para apoio aos alunos e utilizadores: apoio à pesquisa, às necessidades de informação, apoio à promoção da leitura e, em parceria com os docentes que nos visitam, apoio à criação de mais e melhores leitores. Estamos sempre de portas abertas para a vida.








Outubro - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

A PANELA DE FERRO E A PANELA DE BARRO

Certo dia, a panela de ferro propôs à panela de barro que fosse com ela dar um passeio pelas redondezas. Mas a panela de barro, que era muito cautelosa, recusou sair do canto da chaminé e disse:
  -Sou feita de um material muito fraco e o menor toque pode reduzir-me a pedaços. A amiga é feita de ferro pode ir à vontade!
  Mas a vizinha de ferro insistiu e descansou-a:
não tenha medo! A amiga mesmo disse que eu sou forte  e, por isso, posso protegê-la, posso ser o seu escudo, se for caso disso.
  A panela de barro, perante aqueles argumentos, deixou-se convencer e lá foram de asa dada pelo caminho fora, cantando e rindo com os solavancos que davam. Mas, a certa altura, o caminho era muito pedregoso e a panela de barro, embora tivesse mil cuidados e se apoiasse na amiga, escorregou e desequilibrou-se. Foi de encontro à panela de ferro. A panela de ferro ficou inteirinha, mas não pôde evitar que a amiga ficasse em mil cacos.
  Assim, nunca te juntes ao mais forte e poderoso, julgando que estás protegido ou que daí vais tirar proveito, porque numa situação difícil é sempre o mais fraco que sofre as consequências negativas.
Segundo uma fábula de La Fontaine

Integrada nas atividades do mês das bibliotecas escolares os alunos leram e ouviram a história "A panela de ferro e a panela de barro" e foram depois convidados a fazer uma ilustração.










BIBLIOTECA ESCOLAR - Uma porta para a vida


   Outubro é oficialmente o mês internacional das Bibliotecas Escolares. Muito importante no apoio ao currículo e às literacias, sem esquecer a sua mais nobre e gratificante missão: promover a leitura, reforçar os hábitos de leitura, lutar pela formação de mais e melhores leitores. A temática deste ano assenta no mote:Biblioteca Escolar - uma porta para a vida.
Reforçamos que afinal todos os dias são dias da biblioteca escolar, uma porta sempre aberta para alunos, professores e outros agentes educativos.

DIA DA MÚSICA NA BE

centenas de compositores de música clássica e, com o tempo, alguns destacaram-se como verdadeiros génios. Eles são conhecidos em todo o mundo e a sua música já foi tocada por milhões de pessoas, durante centenas de anos e, provavelmente, vão continuar por outras centenas.
 Beethoven, Mozart, Bach, Wagner, Chopin, Shubert, foram alguns compositores que os alunos ficaram a conhecer melhor, através da visualização de um power point que passou durante o dia 1 de outubro na nossa biblioteca.

DORMIR COM OS LIVROS

No dia 31 de maio, no fim de uma tarde de sexta feira, a Escola nº2 de São Silvestre, recebeu um grupo de alunos do 5º ano, que iriam passar a noite com os livros. Foi uma atividade que consistiu em aproximar as crianças do mundo dos livros e da leitura, num ambiente completamente diferente daquele a que estão habituados. 
Às vinte e uma horas começaram a chegar os alunos acompanhados pelos seus encarregados de educação para participarem na prova de orientação, organizada pelo grupo disciplinar de Educação Física. 
Chegou a hora dos alunos  se despedirem dos seus pais/encarregados de educação e irem participar no Bibliopaper, organizado pela  equipa da Biblioteca Escolar.
Seguiu-se uma sessão de leitura antes da deslocação para o pavilhão para irem dormir.
Salientamos a entusiástica participação de todos os intervenientes nas atividades.




PROGRAMA SOBE

 No dia 28 de Maio,  decorreu, na Biblioteca Escolar, uma sessão inserida no programa SOBE (saúde oral, bibliotecas escolares). Os alunos que usufruem de Currículos Específicos Individuais, acompanhados pelas  respetivas professoras,  ouviram ler, pela professora bibliotecária, a história “Kiko, o dentinho de leite” e fizeram várias atividades relacionadas com a temática da saúde oral. Estas atividades continuaram na sala de aula e foram pretexto para o desenvolvimento de outras tarefas e capacidades.










No dia 7 de Maio, os alunos do 4º ano fizeram o exame Nacional de Português e, durante a tarde tiveram atividades em várias salas da nossa escola.  Vieram também à biblioteca escolar onde tiveram os primeiros contatos com  a disciplina de história e geografia de Portugal e conheceram o modo de funcionamento da Biblioteca Escolar.












Aqui está o registo de alguns  momentos:

25 DE ABRIL


 O golpe de estado do 25 de Abril de 1974 ficou conhecido para sempre como a "Revolução dos Cravos".
Diz-se que foi uma revolução porque a política do nosso País se alterou completamente.
Mas como não houve a violência habitual das revoluções (manchada de sangue inocente), o povo ofereceu flores (cravos) aos militares que os puseram nos canos das armas.


O povo português fez este golpe de estado porque não estava contente com o governo de Marcelo Caetano, que seguiu a política de Salazar (o Estado Novo), que era uma ditadura.
Os militares, cansados dos conflitos e da falta de liberdade criaram o Movimento das Forças Armadas (MFA), conhecido como o "Movimento dos Capitães".
O major Otelo Saraiva de Carvalho fez um plano militar e, na madrugada de 25 de Abril, a operação "Fim-regime" tomou conta dos pontos mais importantes da cidade de Lisboa, em especial do aeroporto, da rádio e da tv.
As forças do MFA, lideradas pelo capitão Salgueiro Maia, cercaram e tomaram o quartel do Carmo, onde se refugiara Marcelo Caetano. Rapidamente, o golpe de estado militar foi bem recebido pela população portuguesa, que veio para as ruas sem medo.
Para os militares saberem quando avançar foram lançadas duas "senhas" na rádio. A primeira foi a música "E Depois do Adeus", de Paulo de Carvalho, a segunda foi "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso, que ficou ligada para sempre ao 25 de Abril.

 Recomendamos a leitura do livro, "Era uma vez um cravo" de José Jorge Letriae que conta a história em verso do país antes do 25 de Abril e ao longo daquele dia, em Lisboa.



Era uma vez um Cravo


More PowerPoint presentations from Ana Luisa de Beirao

Cumprindo a tradição, mais uma vez esteve patente na Biblioteca da nossa escola uma Exposição de fundo documental alusiva ao 25 de Abril.




DIA MUNDIAL DO LIVRO




O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor comemora-se a 23 de Abril. Desde 1995 que, por iniciativa da UNESCO, se celebra em todo o mundo o prazer da leitura.

A UNESCO escolheu o dia 23 de Abril para festejar o livro por se tratar de um dia emblemático para a literatura mundial. Foi a 23 de Abril que, em 1616, morreu Miguel de Cervantes e que, em 1899, nasceu Vladimir Nabokov. Neste mesmo dia também nasceu e morreu William Shakespeare, entre outros nomes que povoam as nossas estantes.

Na biblioteca escolar os alunos poderam ver uma apresentação sobre "Como se faz um livro".






E na sala de professores houve um momento de "Chá com livros".Receitas de leitura, e saquinhos de chá foram oferecidos a todos os presentes. 







ARISTIDES DE SOUSA MENDES

Esteve patente na biblioteca da nossa escola, uma exposição para assinalar a memória de Sousa Mendes e comemorar o seu legado de "humanidade e compreensão". Esta exposição, organizada pelos docentes de História foi posteriormente visitada pelos alunos no âmbito desta disciplina.





ENTREGA DE PRÉMIOS DO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA 2012/2013 - 1ª FASE (fase escola)



Com a intenção de promover a leitura nas escolas de uma forma lúdica, o Plano Nacional de Leitura, em articulação com a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e com a Rede das Bibliotecas Escolares, promoveu,mais uma vez, no ano letivo de 2012 / 2013, a 7ª Edição do Concurso Nacional de Leitura.

Mais uma vez tivemos a participação dos alunos da nossa escola, e os que os que tiveram melhor pontuação receberam prémio de participação e um diploma.


NOME
TURMA
Ana Poiares
7ºA
Ana Cristina Delgado
7ºA
Ana Sofia Coutinho
7ºA
Davide Marques
7ºA
Diana Coelho
7ºA
Diana Caldeira
7ºA
Liliana Fernandes
7ºA
Daniela Salgado
7ºB
Ana Rita Costa
8ºB
Raquel Serém
8ºB
Mónica Moita
8ºC
Bruno Ferrão
9ºA
Joana Serafino
9ºB


Aos três vencedores da 1.ª Fase, a nível de escola, foram oferecidos, na Biblioteca, diplomas e um livro. 



VENCEDORES – APURADOS FASE DISTRITAL
Rita Melo
7ºA
Bruna Monteiro
8ºB
Joana Fernandes
9ºA

 A segunda fase (distrital) do Concurso Nacional de Leitura decorrerá no próximo dia 17 de abril na Biblioteca Municipal de Tábua.

Momentos da entrega dos prémios na BE









ENCONTRO COM A ESCRITORA ALICE VIEIRA NO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE COIMBRA


  Os alunos da nossa escola, no âmbito da semana da leitura, deslocaram-se no dia 14 de março ao Conservatório de Música de Coimbra para um encontro com a escritora Alice Vieira. Os alunos do 8º A e 8ºB prepararam a dramatização  "Para que serve a língua portuguesa". Os atores aceitaram o desafio e o público assistiu com entusiasmo à referida dramatização.






SEMANA DA LEITURA - ATIVIDADES REALIZADAS


A semana da leitura decorreu entre os dias 11 e 15 de março de 2013 e foram várias as atividades dinamizadas ao longo desta semana.


  Durante a semana realizou-se na BE a atividade Leituras Partilhadas, dirigida aos diferentes elementos da comunidade educativa. Essas atividades foram enriquecidas com  um momento musical interpretado pela turma do 6ºA, dramatização do poema narrativo  "Donzela vai à guerra" pela turma do 7º A, dramatização da crónica de Alice Vieira "Para que serve a língua portuguesa" pela turma do 8º A, dramatização do  “Auto da barca do inferno” pelas turmas do 9º ano e leituras de poemas e adivinhas, pelas restantes turmas.










vídeo da semana de 11 a 15 de março
video